Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Minas também quer Médicos Cubanos


A medicina é uma das mais nobres atividades humanas, mas sua prática não combina com uma sociedade ultra-capitalista onde o acúmulo de dinheiro é o principal valor. Médicos da cepa do Sérgio Arouca, do Célio de Castro, do Reinaldo Guimarães ... ajudaram a dar dignidade à profissão no fim do século passado e criaram verdadeiras instituições que transcendem limites territoriais como "Médicos sem fronteira". Também Salvador Allende, Che Guevara, Guimarães Rosa e muitos outros se empenharam na construção de um mundo melhor.

A vinda dos médicos cubanos expôs a postura elitista de perpetuar privilégios de alguns setores mineiros, esquecendo  das grandes necessidades do estado. Por isso, ontem de manhã, dia 04/09/13, houve o enterro simbólico dos planos de saúde privado e do fanfarrão presidente do Conselhor Regional de Medicina - MG numa tentativa de entender o porquê da multiplicação de tantos "médicos com fronteira". 
Como contribuição ao debate, veja abaixo a lista com os 40 melhores países do mundo em resultado da ações em saúde e na sequência lista dos países da América Latina com a posição relativa no ranking mundial. Note que enquanto Cuba está empatado com Costa Rica e Chile na 30º posição, na frente dos EUA, o Brasil patina na 76º posição. É aqui que os médicos cubanos vão ajudar. Leia a posição do Senador Cristóvam Buarque (leia aqui) e também um maravilhoso artigo do Dr. Reinaldo Guimarães, um médico que supera a análise rasa,  leia aqui.


Enterro simbólico da medicina mercantilista





n País   Expectativa de Vida
1 Japão  83,6
2 Islândia  83
3 Suíça  82,5
4 Austrália  82
5 Itália  82
6 Hong Kong  81,9
7 Israel  81,9
8 França  81,7
9 Suécia  81,6
10 Espanha  81,6
11 Noruega  81,3
12 Cingapura  81,2
13 Canadá  81,1
14 Andorra  81,1
15 Áustria  81
16 Países Baixos  80,8
17 Nova Zelândia  80,8
18 Irlanda  80,7
19 Coreia  80,7
20 Alemanha  80,6
21 Reino Unido  80,3
22 Finlândia  80,1
23 Luxemburgo  80,1
24 Bélgica  80
25 Grécia  80
26 Liechtenstein  79,8
27 Chipre  79,8
28 Malta  79,8
29 Portugal  79,7
30 Eslovênia  79,5
31 Costa Rica  79,4
32 Cuba  79,3
33 Chile 79,3
34 Dinamarca  79
35 Estados Unidos  78,7
36 Quatar  78,5
37 Brunei  78,1
38 República Tcheca  77,8
39 São Crist. e Nevis  77,6
40 Uruguai  77,2
41 México  77,1
47 Panamá  76,3
49 Argentina  76,1
53 Equador  75,8
66 Venezuela  74,6
70 Peru  74,2
74 Colômbia  73,9
76 Brasil  73,8
84 Jamaica  73,3

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Festa Fidel 2013


Aniversário de 87 anos de Fidel Castro



Venha comemorar com milhões de cubanos e democratas de todo o mundo.
Fidel e Arafat, morto em 2004 


Dia 13 de agosto, quarta, na Casa do Jornalista, Av. Alváres Cabral, 400, às 19:30

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Valdisnei, presente!






É com pesar que a José Martí - MG comunica o falecimento do internacionalista Valdisnei Silva. Sempre pronto para defender a integração entre os povos latino-americanos e para a causa da solidariedade a Cuba ele sempre se caracterizou pela generosidade. Incassável na luta contra o bloqueio midiático a bandeira pela reforma e democratização da comunicação sempre foi um ponto em comum com a nossa atividade.


O Sind-Saúde/MG fez uma nota pelo falecimento do ex-diretor "Val, como era conhecido, sempre foi um importante militante da esquerda. Farmacêutico, era servidor concursado pela Funed e Prefeitura de Belo Horizonte. Fez parte da história do Sind-Saúde e do Sinfarmig (Sindicato dos Farmaceuticos de Minas Gerais). Era um ferrenho militante também na area da comunicaçao, no Sind-Saúde contribuiu durante muitos anos no departamento de comunicação. As avaliações dele sobre a conjuntura municipal, estadual e federal certamente farão falta. Os diretores e funcionários do Sind-Saúde lamentam imensamente a grande perda e presta toda a solidariedade aos familiares e amigos".





Também o Sindicato dos Farmacêuticos do Estado de Minas Gerais noticiou "Militante incansável, nosso colega pôs sua vida e sua energia a serviço de um mundo melhor. Foram décadas de atuação e dedicação ao Sinfarmig. Valdisnei deixa para nós o seu sonho, compartilhado a todo instante com generosidade. Obrigado, Valdisnei".     


segunda-feira, 8 de julho de 2013

Primavera de Julho


Julho será um mês decisivo para as manifestações no Brasil e no Mundo. Em Belo Horizonte com a Câmara Municipal ocupada ocorreram plenárias para o movimento do dia 11.

 
 A politização do movimento dá sentido e canaliza as mudanças, mesmo correndo risco de ser capturado por alguma força estranha aos anseios das ruas. Leia mais



Pois foi o que tentaram fazer no Egito e na Síria. No entanto, o mundo assistiu, desde domingo, àquilo que a BBC de Londres chamou de “a maior manifestação de massas da história da humanidade ocorrida em um só dia em um país”.Reportagem da Prensa Latina mostra como o Egito mudou os rumos da "Primavera Árabe". Leia mais



As manifestações no mundo em apoio a Snowden e Assange mostram que os 5 heróis cubanos foram pioneiros nessa luta pela verdade e contra o verdadeiros terroristas. Que essa manifestações e que esses heróis se somem na luta por uma democracia de fato. Abaixo, fotos do dia 05 de julho nas ruas de Belo Horizonte.





 





terça-feira, 18 de junho de 2013

VI Convenção Mineira de Solidariedade





A VI Convenção Mineira de Solidariedade a Cuba foi realizado nos dias 07 e 08 com ampla participação de setores da esquerda de Belo Horizonte, apresentando debatedores de alto nível e preparando a José Martí – MG para a convenção nacional e para os desafios dos próximos 12 meses. Os debatedores convidadeos foram do ICAP, TeleSur, Instituto Luiz Carlos Prestes e Cooperativa Inverta. A convenção foi dividido em duas, com um formato para cada dia.

1 - Cuba não é uma ilha – Avanços do Socialismo na América Latina


A abertura no Teatro da Cidade foi no formato de um seminário e conseguimos o feito histórico de cerca de 150 participantes e registrando a presença das mais importantes frentes de luta social e política. Um dos motivos foi a oportunidade rara de ouvir palestrantes de um currículo de coerência e dedicado a causa revolucionária.

Primeiro Fábio Simeón, representante para o Cone Sul da América Latina do Instituto Cubano de Amizade entre os Povos – ICAP, fundado em XX e que fez uma análise de conjuntura das lutas cubanas e dos desafios do movimento de solidariedade.


 
Na sequência, o jornalista Beto Almeida da TeleSur falou sobre a inversão de pauta promovida por Cuba e Venezuela na América Latina e a renovação de governantes que tem levado a esperança a esse rico continente que tem gerado milhões de pobres e esquecidos.

 A palestra final foi feita pela Anita Prestes que impressionou por dar um relato claro e preciso de um período histórico que apesar de recente ainda gera muita confusão e desinformação. Apesar de conseguir separar de maneira precisa memoria e historia, a Anita é dona de um curriculos mais marcantes do Século XX e uma boa referência para os rumos que a esquerda brasileira deve tomar no Século XXI








2 – Convenção Mineira de Solidariedade a Cuba
A convenção propriamente se realizou no dia seguinte quando tínhamos que ter inscrições prévias, mas poucos a fizeram, o que foi um dos poucos momentos que expôs a nossa dificuldade de organizar o evento. As dificuldades principais foram de articulação do grupo, trabalho voluntário, falta de recursos humanos e financeiros.

 As exposições que foram temas das resoluções foram feitas pela Maria José (Projeto Nossa América e Associação Cultural José Martí - MG), Fábio Simeón (ICAP), Nelson Dantas (José Martí-MG), Julia Pereira (Cooperativa Inverta) e Beto Almeida (TeleSur). Entre as intervenções e os apoiadore cabe destacar a presença da Bizoca (Instituto Helena Greco), jornalista José Carlos Alexandre do blog JCA Informa e Comenta,  Telma Araújo (José Martí - MG e Projeto Nossa América), Sintappi entre outros.

 A falta de um entendimento prévio para a retirada das resoluções gerou uma certa confusão inicial, mas graças ao alto nível dos debates as pessoas não se retiraram o que fez manter um quórum elevado até o final e no fim se demonstrou ser mais adequado por gerar uma resolução mais ampla.


Isso demonstra que existe espaço para promover o debate sobre Cuba com a sociedade e é o que temos de buscar continuamente. As nossas bandeiras vão ser reforçadas com novas campanhas.


Conseguimos assim ampliar o nosso alcance
- SINTTAPI, SINPRO, Sindieletro, CTB, CUT, CTB, Central Sindical,
- PCB, PC do B, PSOL, PCML, PT, PCR
- Brigadas Populares, MST, Instituto Luiz Carlos Prestes, Consulta Popular,
- Cooperativa Inverta, Expressão Popular,