Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Reveillon Cubano em BH


Para quem for ficar o Reveillon em Belo Horizonte não perca o Reveillon Cubano no Alfândega Bar

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

40 anos de Rede Globo : uma semana para Cuba....


Se há 50 anos, a legendária Cuba vive sob o regime socialista, ou comunista, pq só agora o Jornal Nacional dedica uma semana para tratar do assunto???? Em 40 anos de Rede Globo (e do Jornal Nacional), poderíamos contar os raros minutos destinados à cobertura sobre a ilha socialista, que em 1961, sob uma campanha nacional envolvendo universitários voluntários, erradicou o analfabetismo da sua história...., como também a prostituição e o trabalho infantil, o trabalho escravo, entre outras conquistas que lhe dão lastro para ser bem avaliada na questâo Direitos Humanos pela ONU (é só conferir em
shttp://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI3504167-EI8140,00-Cuba+avalia+como+positiva+analise+da+ONU+na+ilha.html)

Notícias dignas de divulgação são muitas : A ilha socialista já produz vacina (entre tantas outras) terapêutica para tratamento do câncer de pulmão; a cada ano vem melhorando sua posição no ranking dos países no que diz respeito ao Índice de Desenvolvimento Humano; foi pioneira em várias áreas, inclusive, a primeira mulher aviadora foi cubana; a 33ª versão do Festival de Cinema Latino-Americano de Havana, que acontece anualmente em Cuba, premiou o ator Rodrigo Santoro, no domingo (11 de dezembro)como melhor ator por sua atuação em “Heleno”, do diretor José Henrique Fonseca sobre a vida de Heleno de Freitas, famoso jogador brasileiro.

Também é estranho que o Jornal Nacional insista em não reconhecer as eleições cubanas, realizadas e constitucionalmente garantidas, de cinco em cinco anos. Nestas eleições, são escolhidos os deputados da Assembléia Nacional Popular, cuja representatividade é indiscutível, uma vez que o processo eleitoral começa pela escolha de um representante por bairro, municipalidade, província, numa verdadeira democracia participativa. Qual cidade brasileira pode se orgulhar de ter representado em sua Câmara de Vereadores, cada bairro que compõem o município?
E mais : que as eleições são financiadas por recursos públicos e que um deputado ganha o salário de sua categoria e não o salário que ele acha que deve ganhar...

Recentemente, a apresentadora Ana Maria Braga recebeu em seu programa o representante do consulado americano para ensinar uma receita de Peru. Fica aqui a sugestão para a Ana Maria Braga, que também foi vítima de um cancêr e tem a noção do que isto significa: que convide o consul ou embaixador de Cuba no Brasil, para falar dos avanços científicos no campo da oncologia neste país e quanta gente poderia ser ajudada, pelo premiado sistema de saúde em Cuba...

Um país que há 50 anos erradicou a praga do analfabetismo e por constituição define que cada cubano tem o dever e o direito de não ser um analfabeto científico, e que recentemente realizou um congresso do seu partido comunista para discutir com toda a população as mudanças necessárias, nunca deveria ser cunhado de ditatorial!

Se tempo no poder é sinômimo de ditatura, e não de reconhecimento e fidelidade, pq a Rede Globo ostenta com orgulho os seus 40 anos de concessão pública nas mãos da família de Roberto Marinho?

Míriam Gontijo
Diretora de Comunicação

A Globo escolhe o seu menino Jesus



A cada natal é importante refletir que qualquer criança pode ser um novo menino Jesus, mas como estamos preparados para recebê-lo? Me lembro de uma frase no Aeroporto José Martí na capital de Cuba: "essa noite 200 milhões de crianças vão dormir na rua, nenhuma delas é cubana".

Deveria ser uma bela lição de natal sobre o nosso modelo de consumo pautado no individualismo, incentivador de guerras e criador de grandes injustiças, mas a nossa criação da realidade está presa a alguns paradigmas. O principal, forjado na grande mídia, deu as caras hoje logo após o natal. A Rede Globo vai começar a mostrar essa semana reportagens sobre a sua versão de Cuba(1).

Essa matéria está em total sintonia com fatos recentes na imprensa mundial: a brutal perseguição ao site Wikeleaks e ao seu criador Julian Assant (a melhor novidade no mundo da comunicação desde a internet); a premiação da caricata blogueira Yoani Sánchez pela revista Time como uma das mais influentes e a perseguição grotesca a Michael Moore nos EUA por denunciar sistematicamente o genocídio cometido contra pessoas em todo o mundo, inclusive dentro do país (2) e (3).

No entanto, a mais desesperada reportagem para tirar o brilho de Cuba foi da revista Veja, do Grupo Abril. Na matéria “Uma régua não muito precisa” a revista esquece de pesquisar o básico e se aproveita do baixo nível de escolaridade e senso crítico do seu leitor para contestar a própria ONU e o seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Em seu site, a própria ONU destaca os países que mais cresceram “liderados por Cuba (que subiu 10 posições, indo para o 51º lugar)” .



Em franca oposição a essa “mídia desinformada”, a ONU condenou os EUA pela 20ª vez consecutiva pelo bloqueio econômico , a WWF viu o país como referência em desenvolvimento sustentável, a medicina cubana continua na vanguarda mundial desenvolvendo vacina contra o câncer, cura para o Mal de Parkinson...

Detalhes nos links abaixo no blog do partidão e no próprio blog do Michael Moore sobre a verdadeira censura, sobre consumismo desenfreado,


Nelson Dantas Filho
Diretor Geral da Associação Cultural José Martí - MG

(1) http://opensadordaaldeia.blogspot.com/2011/12/reportagem-do-jornal-nacional-sobre.html

Viva a WikiLeaks! “Sicko” não foi proibido em Cuba

(2) e (3)
http://www.pcb.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2260:viva-a-wikileaks-sicko-nao-foi-proibido-em-cuba&catid=43:imperialismo
http://www.michaelmoore.com/words/mike-friends-blog/viva-wikileaks

Outros sites

http://www.cartacapital.com.br/sociedade/do-menino-jesus-ao-consumismo-desenfreado/
http://veja.abril.com.br/141009/uma-regua-nao-muito-precisa-p-96.shtml
http://www.pnud.org.br/pobreza_desigualdade/reportagens/index.php?id01=3842&lay=pde
http://port.pravda.ru/mundo/26-10-2011/32355-onu_cuba-0/
http://anonimosecxxi.blogspot.com/2010/05/viagem-por-cuba-3.html

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

50 anos da erradicação do analfabetismo : isto é Revolução


Em 22 de dezembro se comemora em Cuba o 50º aniversário do triunfo da Campanha Nacional de Alfabetização. Um fato tão multilateralmente decisivo como foi a alfabetização de 1,5 milhão de camponeses cubanos,precisa de certo tempo de introspecção histórica para que a façanha se acerque mais com seus conteúdos reais, com os heroísmos, os problemas, os acertos, que em seu conjunto empurram homens e mulheres, e estes, os acontecimentos que fez desta experiência a maior obra humana da revolução cubana!

Estes educadores em campanha legaram uma base metodológica de educação que ensinavam a ler desde a frase ¡Viva Cuba Libre! e iniciaram uma prática inédita de pedagoria em combate que chegou até os dias da última Guerra de Libertação e se continuou em numerosas missões internacionalistas ao largo das últimas década do Século XX.

A principios de 1960 se constituiu o Contingente de Maestros Voluntarios, formado por tres mil mestres e jovens que realizaram tarefas de alfabetização nas zonas montanhosas de Cuba.
Também em 1961 se criaram as Brigadas Conrado Benítez, cujo nome procede de um voluntário que foi assassinado pelos contra-revolucionários que queriam sabotar a campanha. Estas brigadas eram compostas por estudiantes, em um total de 105.664, com idades entre dez e 19 anos.

Em 22 de dezembro de 1961, o governo revolucionário declarou cumprida com êxito a Campanha Nacional de Alfabetização e declarou Cuba como n y declaró a Cuba, en la Plaza de la Revolución José Martí, como Territorio Libre de Analfabetismo em discurso pronunciado por Fidel Castro. Desde então se celebra em Cuba o Día Nacional del Educador.
Ao largo de 1961 se alfabetizaram 707.212 pessoas. O índice de analfabetismo de Cuba caiu de 20% em 1958 a 3.9% depois da campanha de 1961, um índice muito abaixo ao de qualquer outro país em este momento. en ese momento. Bhola, em um estudo da Unesco sobre oito campanhas de alfabetização de distintos países em todo o mundo, realizado em 1984, afirma que la campanha cubana de 1961 se destaca por sua velocidade e intensidade.

" Ser culto é ser livre" José Marti

Solidariedade parlamentar


O Deputado CELINHO DO SINTTROCEL (PCdoB) apresentou uma emenda parlamentar ao Orçamento de 2011, junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - SEDESE.
O objetivo da emenda é auxiliar na estruturação da Associação José Marti de Minas Gerais com vistas a continuar exercendo seu papel na solidariedade e integração latino americana.

No último 16/12 , sexta feira, os diretores da entidade , Nelson de Mello Dantas e Betinho Duarte foram à Cidade Administrativa acompanhados pela assessora parlamentar do deputado, Sheyla Costa, para assinar o convênio. Na oportunidade estava presente o Secretario de Estado Wander Borges que recebeu os diretores, como sempre, muito bem.

Também o Deputado CARLIN MOURA (PCdoB)contribuiu para que a entidade, atuando em apoio e solidariedade a Cuba desde 1986, quando foram reatadas as relações diplomática com este país irmão, pudesse comprar a sua primeira sede em 2008.

A diretoria da Associação Cultural José Marti de MG agradece ao deputado CELINHO DO SINTTROCEL e todos os seus assessores pela acolhida como também pela apresentação da emenda , que vira realidade. Sem dúvida esta contribuição financeira é muito significativa para os encaminhamentos que a associação pretende realizar em 2012.

Ao completar seus 25 anos, a Associação Cultural José Martí de Minas Gerais vem se afirmando como uma referência na solidariedade internacional a uma das mais belas e perseguidas experiências revolucionárias do mundo.

A composição plural e democrática, aliada à proposta de colaborar para a integração da América Latina, visando a união entre os povos, nos levou a este apoio à Associação.
A melhor maneira de dizer é fazer -- José Marti

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Granma homenageia Sócrates : Gracias Doctor !


Rebelde por natureza e politicamente alinhado à esquerda, Sócrates sempre expôs seu ponto de vista sobre questões polêmicas do futebol, do Corinthians, clube com o qual é identificado, e, claro, do Brasil.

Jogador raro não apenas por seu talento, mas também pelo seu espírito notoriamente contestador num meio, o futebol, marcado por extremo conservadorismo e subserviência dos jogadores em relação a ações questionáveis da cartolagem que tomou conta do esporte nas últimas décadas, ele foi um dos responsáveis pela democratização das instituições no país.

Não foi á-toa, que a edição de hoje, do jornal o Grahmna, órgão do Partido Comunista de Cuba, trouxe a notícia do falecimento do jogador, para quem Cuba, em entrevista concedida ao jornal Folha de S. Paulo," Ditadura não é tempo de serviço, necessariamente é qualidade de serviço. Em Cuba, o povo participa de tudo, em cada quarteirão. E aqui? Pra quem você reclama? Você vota e não tem pra quem reclamar”
Sobre Cuba e Fidel Castro, em 2011, à "Folha de S. Paulo"

A seguir, na integra, o que foi publicado, nesta segunda-feira, 05 de dezembro, no Granma :

BRASÍLIA -
Todos los estadios de Brasil cumplieron un minuto de silencio o aplausos durante la última jornada del Campeonato Nacional de Fútbol en memoria del exjugador y médico Sócrates, fallecido la madrugada del domingo, a los 57 años, por una infección intestinal. Los jugadores del Corinthians, además, le consagraron su quinto título con el puño derecho en alto, tal como hacía para festejar sus goles el célebre capitán de la canarinha en los Mundiales de España’82 y México’86.

Mientras, la presidenta Dilma Rousseff y su antecesor Luiz Inácio Lula da Silva lamentaron la pérdida de un "ejemplo de ciudadanía, inteligencia y conciencia política" antes de concluir con la frase que más se repitió ayer en todo Brasil: "Gracias, Doctor".

Según un reporte de la BBC, probablemente, la mayoría de los futbolistas de su edad nombrarían a Pelé o a Garrincha como sus ídolos. Sócrates tenía a otros en la lista. Entre sus héroes estaban Fidel Castro y Ernesto Che Guevara, los hombres que lideraron la Revolución cubana y el ex Beatle y activista por la paz John Lennon. Como el trío anterior, Sócrates participó en la actividad política, pues sentía que era una obligación hacerlo.



Fontes : IG e http://www.granma.cubaweb.cu/2011/12/05/deportes/artic03.html