Ocorreu um erro neste gadget

sábado, 7 de junho de 2014

2014 - um ano para ampliar a solidariedade

Ano de Copa do Mundo da FIFA e de eleições presidenciais, esse ano promete muito torcida e muito debate a cerca de questões emocionais e práticas. As associações de solidariedade estão atentas para intensificar o debate sobre os avanços reais da civilização e aqueles simplesmente cosméticos que seduzem parcela da sociedade.

Com a Copa do Mundo já instalada estamos percebendo um fluxo crescente de estrangeiros e essa é nossa oportunidade para ampliar a divulgação dos Cinco Heróis Cubanos. Nesse dia 05 de junho a campanha de libertação desses cinco heróis continuou na Praça Sete, o ponto mais popular de Belo Horizonte.


Vamos intensificar a campanha nessa copa e jáa temos um ponto de apoio no Mercado Central, local de maior visitação turística de Belo Horizonte. Durante os jogos, algumas ações junto ao estádio deverão ocorrer também.


As eleições na América Latina começaram em El Salvador e na Colômbia e deve reduzir a presença dos EUA nesse continente denominado Nuestra América por José Martí e por fim a anos de guerras civis e consequente atraso no desenvolvimento humano.

No Brasil elegeremos deputados, senadores, governadores e presidentes. A sociedade avança lentamente com relação aos seus valores e ainda somos enormemente bombardeados pela mídia para nos reduzirmos a uma sociedade de consumo, papel que a elite americana quer atribuir ao restante do mundo. Basta ver como a vinda de médicos cubanos sofreu duras críticas na imprensa conservadora e na imprensa de direita - lembrando que a OMS considera a saúde cubana modelar.  A questão dos médicos cubanos será plebiscitária em alguns setores e por isso a solidariedade tem que ficar atenta e defender esse que foi o maior projeto de integração Brasil-Cuba.



Claro que o Brasil terá a sua torcida na copa e que estaremos atento às campanhas políticas, mas as eleições desse ano são uma oportunidade ímpar de desenvolvimento da Nuestra América e de nos aliarmos a Cuba na longa caminhada para deixarmos de ser o quintal do Tio Sam.



Nenhum comentário:

Postar um comentário