Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sérgio Miranda, PRESENTE!!



A Associação Cultural José Martí de Minas Gerais informa que faleceu nessa segunda-feira Sérgio Miranda, membro do nosso Conselho Consultivo, apoiador das horas mais difíceis, zeloso colaborador e nosso ETERNO deputado.

Depois de uma rápida passagem pelo PCB, militou no PC do B até 2005 quando se filiou ao PDT . Essa ponte entre o comunismo e o trabalhismo, já trilhado por personagens da envergadura de Darcy Ribeiro e do Luiz Carlos Prestes,  foi feita com maestria de quem "teve a ética e o idealismo como marca de sua atuação política" como consta do obituário do deputado no site do PDT.

Mas foi pelo PC do B, partido pelo qual militou 43 anos e foi deputado por quatro vezes que o Sérgio pode ser melhor identificado. Como um Garrincha, ou um Zico, craques identificados com um time, o deputado pode ser identificado com uma bandeira, no caso a luta pela justiça social.

No seu último mandato na Câmara Federal enfrentou a exarcebação do pragmatismo político. Na plenária de desligamento do PC do B foi enfático na crítica ao governo que exagerava no pagamento dos juros aos banqueiros e no enfrentamento aos direitos dos trabalhadores - "você coloca seu dinheiro onde está seu coração" disse ele na época.

Em maio desse ano, Sérgio Miranda participou da Convenção Mineira de Solidariedade a Cuba onde abordou o tema A Solidariedade como Valor. Na palestra do Sérgio Miranda, em síntese, ele mencionou a crise atual do capitalismo, primeiramente em 2008, nos EUA, e recentemente na Europa, ambas crises decorrentes, principalmente, do seu modelo capitalista neoliberal.

Destacou que a bandeira de solidariedade nos remete ao processo revolucionário cubano, que é o elo, a argamassa da unidade latina americana, tanto assim que na última reunião da Cúpula das Américas restou decidido que sem a presença de Cuba não se fará mais referida reunião, pois essencial que é à união latina.  Citou também ser primordial a essa união o fortalecimento da Alba e Telesur, dentre outras entidades.

O legado do Sérgio MIranda continua no espírito da Associação Cultural José Martí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário