Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Comitê realiza campanha de coleta de assinaturas pela liberdade dos “Cinco Cubanos”


Vamos coletar 1 milhão de assinaturas em solidariedade até o dia 12 setembro



3/8/2011 13:42, Por Adital

Uma campanha de coleta de assinaturas pretende denunciar e exigir justiça e libertação para Fernando González, Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero e René González, também conhecidos como os “Cinco Cubanos”. A ação, convocada pelo Comitê Internacional pela Libertação dos Cinco Cubanos, pretende coletar 1 milhão de assinaturas em solidariedade aos antiterroristas até o dia 12 setembro.

A “Campanha Internacional 1 Milhão de Assinaturas pela Libertação dos Cinco” começou no dia 11 de julho e vai até o dia 12 de setembro, data em que os cinco antiterroristas completarão 13 anos detidos nas prisões estadunidenses. Para participar do abaixo-assinado, os interessados devem enviar nome, profissão, movimento ou entidade que faz parte, e país para informacion@libertadparalopscinco.ogr.es

Quem preferir pode confirmar a adesão através do sítio: http://www.libertadparaloscinco.org.es/

O Comitê internacional pede aos apoiadores da causa que divulguem a Campanha para outras entidades e movimentos nacionais e internacionais. Além da coleta de assinaturas, o Comitê realiza, no dia 5 de cada mês, uma ação pela liberdade dos cubanos.

A atividade consiste na denúncia e divulgação do caso para veículos de comunicação e parlamentares de todo o mundo. Além disso, incentiva pessoas que apóiam a causa a enviar cartas e petições pela libertação dos cinco cubanos a autoridades e departamentos de justiça estadunidenses, organizações internacionais de direitos humanos, e embaixadas dos Estados Unidos em cada país.

No próximo dia 13, integrantes do “Movimento Laboral Internacional pelos Direitos Humanos dos Cinco Cubanos” programam realizar uma atividade em Los Angeles. A data coincide com o aniversário de René González, um dos cinco cubanos preso na Flórida. Na ocasião, os participantes terão a oportunidade de assistir a um vídeo sobre os Cinco Cubanos, além de debater sobre o assunto com sindicalistas e representantes do Comitê Internacional pela Liberdade dos Cinco.

Conhecidos como os “Cincos Cubanos”, Fernando González, Gerardo Hernández, Ramón Labañino, Antonio Guerrero e René González estão, desde 1998, presos nos Estados Unidos sob acusação de espionagem em favor de Cuba sobre ações terroristas planejadas por grupos anticubanos em Miami (EUA). Em 2001, foram julgados e condenados a penas que vão de 15 anos até prisão perpétua.

Assembleia Nacional de Cuba

O pedido pela libertação dos antiterroristas também parte das autoridades cubanas. Na segunda-feira passada (1°), a Assembleia Nacional do Poder Popular divulgou, desde La Habana (Cuba), um comunicado em que pede a libertação dos Cinco.

A Assembleia destacou que o processo de habeas corpus de Gerardo Hernández se finalizará nas próximas semanas. Entretanto, assim como situações anteriores, o cubano não tem seus direitos respeitados. De acordo com a Assembleia, Hernández enfrenta dificuldades para se comunicar com seus advogados e funcionários do consulado cubano, e restrições no acesso a correspondências.

“A Assembleia Nacional do Poder Popular exige às autoridades norte-americanas que ponham fim imediatamente ao tratamento injusto e ilegal contra Gerardo Hernández Nordelo e chama a mais ampla solidariedade dos parlamentares e das pessoas honestas até conseguir a liberdade de nossos Cinco companheiros e seu retorno imediato e sem condições à Pátria”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário