Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A Globo escolhe o seu menino Jesus



A cada natal é importante refletir que qualquer criança pode ser um novo menino Jesus, mas como estamos preparados para recebê-lo? Me lembro de uma frase no Aeroporto José Martí na capital de Cuba: "essa noite 200 milhões de crianças vão dormir na rua, nenhuma delas é cubana".

Deveria ser uma bela lição de natal sobre o nosso modelo de consumo pautado no individualismo, incentivador de guerras e criador de grandes injustiças, mas a nossa criação da realidade está presa a alguns paradigmas. O principal, forjado na grande mídia, deu as caras hoje logo após o natal. A Rede Globo vai começar a mostrar essa semana reportagens sobre a sua versão de Cuba(1).

Essa matéria está em total sintonia com fatos recentes na imprensa mundial: a brutal perseguição ao site Wikeleaks e ao seu criador Julian Assant (a melhor novidade no mundo da comunicação desde a internet); a premiação da caricata blogueira Yoani Sánchez pela revista Time como uma das mais influentes e a perseguição grotesca a Michael Moore nos EUA por denunciar sistematicamente o genocídio cometido contra pessoas em todo o mundo, inclusive dentro do país (2) e (3).

No entanto, a mais desesperada reportagem para tirar o brilho de Cuba foi da revista Veja, do Grupo Abril. Na matéria “Uma régua não muito precisa” a revista esquece de pesquisar o básico e se aproveita do baixo nível de escolaridade e senso crítico do seu leitor para contestar a própria ONU e o seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Em seu site, a própria ONU destaca os países que mais cresceram “liderados por Cuba (que subiu 10 posições, indo para o 51º lugar)” .



Em franca oposição a essa “mídia desinformada”, a ONU condenou os EUA pela 20ª vez consecutiva pelo bloqueio econômico , a WWF viu o país como referência em desenvolvimento sustentável, a medicina cubana continua na vanguarda mundial desenvolvendo vacina contra o câncer, cura para o Mal de Parkinson...

Detalhes nos links abaixo no blog do partidão e no próprio blog do Michael Moore sobre a verdadeira censura, sobre consumismo desenfreado,


Nelson Dantas Filho
Diretor Geral da Associação Cultural José Martí - MG

(1) http://opensadordaaldeia.blogspot.com/2011/12/reportagem-do-jornal-nacional-sobre.html

Viva a WikiLeaks! “Sicko” não foi proibido em Cuba

(2) e (3)
http://www.pcb.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=2260:viva-a-wikileaks-sicko-nao-foi-proibido-em-cuba&catid=43:imperialismo
http://www.michaelmoore.com/words/mike-friends-blog/viva-wikileaks

Outros sites

http://www.cartacapital.com.br/sociedade/do-menino-jesus-ao-consumismo-desenfreado/
http://veja.abril.com.br/141009/uma-regua-nao-muito-precisa-p-96.shtml
http://www.pnud.org.br/pobreza_desigualdade/reportagens/index.php?id01=3842&lay=pde
http://port.pravda.ru/mundo/26-10-2011/32355-onu_cuba-0/
http://anonimosecxxi.blogspot.com/2010/05/viagem-por-cuba-3.html

Um comentário: